O mercado da Internet das Coisas não para de crescer, os objetos mais inimagináveis estão sendo conectados através de sensores, dispositivos em rede e aplicativos, o que vem deixando os desenvolvedores preocupados é em relação a segurança das informações.

Com o potencial dessa inovação, pessoas com más intenções irão e já estão tentando tirar proveito da situação criando malwares capazes de copiar e divulgar dados sigilosos. Alguns dispositivos podem até ser usados como espião pelas empresas que têm interesse em ter os dados dos clientes, uma vez que assim é possível identificar o comportamento e qual o interesse de seu consumidor.

EMPECILHOS NA SEGURANÇA DOS DADOS

Nos últimos anos podemos observar que a segurança cibernética não é nem de longe confiável. Vimos nos noticiários do mundo inteiro várias manchetes sobre os ataques cibernéticos em alto nível, milhares de empresas tiveram seus dados violados, recentemente a empresa HBO vem sofrendo com esses ataques em seu sistema.

Diante deste cenário, as empresas começaram a desenvolver projetos para reforçar e melhorar a segurança dos dispositivos do IoT. Há pouco tempo foi apresentado um serviço que, se assemelha com os consumidores e permite às empresas e desenvolvedores de projetos analisar as possibilidades de terem os seus dados comprometidos, avaliando então os riscos que estão expostos e melhorar a segurança do projeto.

As empresas, startups e desenvolvedores individuais não podem deixar que a pressa em desenvolver seus projetos de IoT prejudiquem a eficiência do produto. Os inúmeros testes aconselháveis durante o desenvolvimento tecnológico nunca devem ser deixados de lados. A insistência que leva a perfeição e nesse caso a insistência que leva a segurança dos dados.

O FUTURO DA SEGURANÇA DO IOT

No futuro, os especialistas em segurança da Internet das Coisas acreditam que a preocupação com os dados não deve ser apenas dos desenvolvedores, mas também dos usuários. Cabe a eles
priorizar sistemas originais e sempre atualizados, obter aplicativos de fontes confiáveis e lojas oficiais. Já no ambiente corporativo, o ideal seria isolar os dispositivos e usuários que se enquadram no campo de Internet das Coisas em uma única rede wi-fi, para que o controle de TI seja mais preciso.

A onda da quarta revolução industrial é um novo mundo de possibilidades e oportunidades, contudo também é um novo desafio. Esse desafio da Internet das Coisas requer atenção, um novo entendimento e discussão na busca de soluções para otimizar a segurança. Esse é o momento de agir, venha conosco para o IoT Experience 3 e vamos pensar em uma proposta juntos.

 

ingresso iot experience